biografia

Camila Titinger, natural de São Paulo, já chegou ao mundo predestinada ao sucesso. A primeira filha do médico cardiologista Alex Titinger e da musicista Carla Titinger, Camila habituou-se a amar a música ainda no ventre da mãe, que, mesmo grávida, passava horas ao piano. Para ela, cantar não é só um ato natural, mas sua mais autêntica forma de expressão.

Já aos 2 anos, Camila Titinger impressionava as professoras da escolinha que freqüentava, entoando canções dos filmes da Disney. Aos seis, o maestro Paulo Rydlewski afirmou que Camila tinha nascido para brilhar.

Um pouco mais tarde, aos oito anos, começou a fazer participações especiais no grupo de sua mãe em cerimônias de casamentos. Logo apareceram oportunidades para se apresentar em shopping centers e outros eventos.

Aos 10 anos, Camila Titinger foi a primeira cantora mirim selecionada pelo diretor Wilton Franco para o elenco fixo do Prograa Gente Inocente da Rede Globo.

Em dezembro de 1999, se apresentou com o Coral Infantil Eco, na peça Carmina Burana, no Teatro Municipal de São Paulo. Em março de 2000, cantou no III Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo e no mesmo ano recebeu o Prêmio de Revelação do Ano, na Fundação Cultural das Artes Nancy Miranda.

Em 2001, Camila Titinger participou do Projeto do Banco ABN AMRO BANK com o cantor e compositor Guilherme Arantes.

Ainda em 2001, Camila Titinger lançou pela Gravadora Caravelas, com produção de Beto Paciello, seu primeiro trabalho “Sol de Primavera”, com arranjos de craques como Cristóvão Bastos, o mesmo de Nana Caymmi e Gal Costa, no qual interpreta músicas inesquecíveis como “O Caderno” (Toquinho/Mutinho), “Paisagem na Janela” (Lô Borges/Fernando Brant), “Depende de Nós” (Ivan Lins/Vitor Martins) e “Deixa Chover” (Guilherme Arantes).

Antes de lançar seu próprio CD, Camila emocionou o Padre Marcelo Rossi, com quem gravou a música “Reis dos Reis” e gravou uma das faixas do CD Terra Nostra II.

Já participou de programas como Raul Gil, Eliana, Serginho Groisman, Programa Livre, Hebe, Mais Você, Tele Apae e, em 2001, foi a revelação do Criança Esperança.

Camila Titinger chegou a ser uma das doze semifinalistas entre mais de dois mil inscritos no V Prêmio Visa MPB Edição Vocal, um dos maiores prêmios da Música Popular Brasileira. Camila era a mais jovem participante e interpretou músicas como “Luiza” e “Chovendo na Roseira” de Tom Jobim, “Ave Maria no Morro” de Herivelto Martins, “Beatriz” de Edu Lobo e Chico Buarque e ainda “Marambaia” de Henricão e Rubens Campos.

O histórico de Camila até aqui mostra que o maestro Paulo Rydlewski estava certo: Camila Titinger será uma das grandes estrelas da MPB em um futuro muito próximo.


“Que me desculpem os ateus, descrentes, pessimistas e mal-humorados, mas Deus nos está dando mais uma prova de sua existência e generosidade nos dando Camila” (Ivan Lins – cantor e compositor)

CAMILA TITINGER

Nasceu em 11 de outubro de 1989 em São Paulo

1998

Participou de programas como Raul Gil, Eliana, Serginho Groisman, Programa Livre, Hebe, Mais Você, Tele Apae.

1999

Aos 10 anos, Camila Titinger foi a primeira cantora mirim selecionada pelo diretor Wilton Franco para o elenco fixo do Programa Gente Inocente da Rede Globo.Em dezembro de 1999, se apresentou com o Coral Infantil Eco, na peça Carmina Burana, no Teatro Municipal de São Paulo.

2000

Participação do show com Família Lima na sala São Paulo.Em março de 2000, cantou no III Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo e no mesmo ano recebeu o Prêmio de Revelação do Ano, na Fundação Cultural das Artes Nancy Miranda.

2001

Em 2001, Camila Titinger lançou pela Gravadora Caravelas, com produção de Beto Paciello, seu primeiro trabalho “Sol de Primavera”, com arranjos de craques como Cristóvão Bastos, o mesmo de Nana Caymmi e Gal Costa, no qual interpreta músicas inesquecíveis como “O Caderno” (Toquinho/Mutinho), “Paisagem na Janela” (Lô Borges/Fernando Brant), “Depende de Nós” (Ivan Lins/Vitor Martins) e “Deixa Chover” (Guilherme Arantes).Ainda em  2001, Camila Titinger participou do Projeto do Banco ABN AMRO BANK com o cantor e compositor Guilherme Arantes.Antes de lançar seu próprio CD, Camila emocionou o Padre Marcelo Rossi, com quem gravou a música “Reis dos Reis” e gravou uma das faixas do CD Terra Nostra II.

2002

Camila Titinger chegou a ser uma das doze semifinalistas entre mais de dois mil inscritos no V Prêmio Visa MPB Edição Vocal, um dos maiores prêmios da Música Popular Brasileira. Camila era a mais jovem participante e interpretou músicas como “Luiza” e “Chovendo na Roseira” de Tom Jobim, “Ave Maria no Morro” de Herivelto Martins, “Beatriz” de Edu Lobo e Chico Buarque e ainda “Marambaia” de Henricão e Rubens Campos.Camila Titinger também atuou e cantou como integrante da peça o vale encantado de Oswaldo Montenegro pela oficina dos menestréis com direção de Deto Costa.Por dois anos consecutivos, Camila fez parte do coro juvenil- OSESP- Sala São Paulo.

2003

Em 2003 Camila Ganhou o prêmio de Vips do Merco Sul.Participou como protagonista no primeiro musical da PULSARTE – The Drowsy Chaperone ( A Acompanhante Lesada), interpretando a personagem Janet Van The Graaf. direção geral: Olivia Mesquita, direção musical: Guilherme Terra, coreografias: Anderson Couto e Gisella Martins.

2004

Camila Lança Novo CD Atitude, Há duas musicas desse CD fazem que fizeram parte da trilha sonora da Novela da Rede  Record  “Por Amor”

2009

NAVIOS COSTA> No ano de 2009, Camila Titinger foi contratada para shows no teatro principal dos navios Costa Mágica e Costa Romântica.Em junho de 2009, Camila cantou o hino nacional na abertura do XIX congresso mundial de otorrinolaringologia (Prof.Dr.Paulo Pontes)

2010

Em  2010, Camila Titinger foi vencedora do Maestro Carlos Gomes – Concurso Estímulo para cantores líricos, como Melhor voz Feminina. Em seguida foi convidada para fazer um recital em comemoração aos 109 anos da CCLA (centro de ciências, letras e artes).-Em 2010, Camila fez participações como solista do coral da Unesp, com regência de Vitor Gabriel.

2011

Em 2011 Camila foi vencedora do Concurso de canto lírico “Maracanto”.- Ainda em 2011 Camilla fez participação como solista A Celebration Service música e movimentos originais recriados por Thomas Bodgan, foi uma das Semifinais da  Pré Estreia  do Conservatório Dramático e Musical de Tatuí de “Dr. Carlos de Campos”.

2012

Em 2012 Camila participou como solista de uma Gala Lírica dedicada ao compositor Carlos Gomes com regência do Maestro Vitor Hugo Toro. Atualmente Camila Titinger interpreta algumas personagens como Condessa da Ópera Le Nozze di Figaro de Mozart , Mimi da Ópera La Boheme de Puccini, Antonia da Ópera Les Contes D’Hoffmann de Offenbach, entre outras, sob direção de Mauro Wrona e Iacov Hillel.Outubro de 2012 Camilla participou do Dido & Aeneas como Belinda,direção Abel Rocha.

2013

Em 2013, Camila Titinger  foi vencedora do Concurso Brasileiro de Canto Maria Callas, como soprano  Je  dis que rien ne m’epouvante – Carmen – Bizet, Prêmio Personagem GILDA, Prêmio especial de Público e Prêmio Especial Teatro della Fortuna de Fano (Ítalia).Camila Tiitinger  Única Brasileira selecionada para o concurso de No – Stirner-Também no ano de 2013 Camila fez participação como soprano a Ópera Rigolett, de Giuseppe Verdi, em comemoração ao Bicentenário de nascimento do compositor, Liberto de Francesco Maria Piave com base em Le Roi s`Amuse de Victor Hugo. Participação em As Bodas de Fígaro no Pocket ópera como Condessa. Participação no Concerto da Orquestra Sinfônica de Sorocaba como solista na sala FUNDEC.Outubro de 2013 Camila esteve na Alemanha, participando do concurso Gutersloh.Dezembro de 2013, Camila foi uma das finalistas do Concurso Prelúdio da TV Cultura junto ao Maestro Júlio Medaglia, realizada na Sala São Paulo.

2014

Sala São Paulo-Gabriel Faure Après un Rève

2015

“Os Pescadores de Pérolas” de Georges Bizet(1838-1875) é a segunda produção lírica a compor o XIV Festival de Opera do Theatro da Paz, em Belém do Pará.
O soprano lírico Camila Titinger-como LeilaCamila foi a vencedora do Primeiro Grande Prêmio Feminino na 13a edição do Concurso de Ópera Maria Callas de Jacareí.Camila Titinger- Nuria-Opera Osvaldo Golijov’s Ainadamar-Theatro Municipal de São Paulo- Rodolfo Fischer – Direção musical e regência – Eduardo Strausser – Regente assistente

2016

Condessa Almaviva, em produção de As Bodas de Fígaro, em Toulon, sul da França.